terça-feira, agosto 28, 2007

politicas sexuais da carne

comer animais exercita mera representação de valores patriarcais
comer carne é a reinscrição do poder masculino em cada refeição
a visão patriarcal busca não o fragmento de carne de animais mortos
mas comida apetitosa
atividades vegetarianas contrariam consumo patriarcal
e desafiam o conceito da morte
atividades vegetarianas declaram que um ponto de vista do mundo alternativo existe
um que celebra a vida ao invés de consumir morte
um que não se baseia em animais triturados mas pessoas empoderadas

se carne é um símbolo de dominância masculina
então a presença da carne proclama o despoderamento das mulheres

precisa um não para objetificar um passo a mais
não apenas objetificamos animais
mas ao desobjetificá-los tiramos o que queremos
deles e deixamos suas carcaças
nós deixamos sua morte de fora e tiramos seus corpos
nós tiramos as imagens de suas mortes de fora e tiramos
o significado da carne e o aplicamos às mulheres

nós podemos não escolher entre uma causa de libertação ou outra
direitos humanos e direitos animais sofrem opressão comum no mundo patriarcal
dominância masculina ataca feminismo, eles dizem que somos (dirigentes de bordéis?),
dizem que somo referência doméstica, dizem que somos odiadoras de homens
dominãncia humana ataca direitos animais, eles dizem que somos terroristas,
dizem que somos odiador@s de pessoas


créditos: fernando
fonte:banda consolidated
sexual politics of meat, do album friendly fa$cism

3 comentários:

danE. disse...

Sem muito tempo agora pra ler, mas adorei o blog e linkei aqui pra ver mais tarde! beijo

hmpphh disse...

adorei o blog.

Junnior carlos disse...

estou a muito procurando esse texto da carol J adams, será que poderia me repassa-lo?

adorei o flog, mandou bem...

abraço

junnior350@yahoo.com.br